14°C 20°C
São Paulo, SP
Publicidade

Época de Carnaval amplia necessidade de doações de sangue

Doadores de sangue há décadas ou recentes acreditam que o ato é uma demonstração de amor e ajuda ao próximo, e são eles que garantem a manutenção d...

05/02/2023 às 06h05
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Doadores de sangue há décadas ou recentes acreditam que o ato é uma demonstração de amor e ajuda ao próximo, e são eles que garantem a manutenção dos estoques do Hemosul Coordenador, em Campo Grande. A doação é incentiva em especial no período de Carnaval devido à baixa procura da época e visa garantir os estoques.

Continua após a publicidade

Meta é garantir, durante as festividades, o estoque nos hemocentros do país. Nesta época de Carnaval, a exemplo do período de férias, os hemocentros brasileiros têm uma baixa significativa no estoque de sangue, em torno de 20% a 30%.

O professor Jhonattan de Araújo, 32 anos, é doador há 13 e realiza as doações em média três vezes ao ano. “Já doei muitas vezes, e esta é para ajudar uma colega de trabalho que vai fazer cirurgia”.

Continua após a publicidade

Outra professora, Giane Talgatti, 42 anos, doou pela segunda vez. “Em abril do ano passado doei para ajudar um conhecido que fez cirurgia cardíaca. Eu nunca tinha doado, foi a primeira vez. E só agora, vim de novo. Mas quero fazer com periodicidade”.

Os doadores de sangue são os grandes responsáveis por manter os estoques do Hemosul, que atende a rede hospitalar de Campo Grande e também de todos os municípios do interior.

Atualmente o banco de sangue está em situação crítica dos sangues tipos O+ e O-, além de também ter necessidade de doação dos tipos A+ e A-, que estão com estoques baixos. Por conta do período de férias e também da proximidade do Carnaval, o Hemosul precisa melhorar os estoques.

Continua após a publicidade

Angela Moura, 42 anos, é uma grande incentivadora e captadora de novos doadores. “Eu marco de conversar com minhas amigas no Hemosul. Eu falo que é para colocar o papo em dia e a gente vem doar. Já trouxe várias”.

Doadora desde os 18 anos ela se orgulha de poder ajudar e principalmente por vencer o medo. “Eu não suporto agulha, mas quando venho doar sangue eu esqueço. É importante a gente ajudar como pode”.

“Eu sempre quis doar e nunca podia porque os exames davam alterados. Mas aí me cuidei e foi uma coisa boa para minha saúde, afirmou a costureira Karina Franco, 33 anos, doadora há dez anos.

Doação

Para doar basta comparecer à unidade com documentos pessoais, estar bem alimentado e bem de saúde. Também é necessário ter entre 16 a 69 anos e pesar 51 kg ou mais. Além disso, é importante ficar atento ao intervalo para quem se vacinou contra a covid (Coronavac 48h, já Astrazeneca, Pfizer e Janssen intervalo de 7 dias).

O Hemosul também reforça que doenças respiratórias deixam o doador inapto enquanto estiver doente.

Serviço

Em Campo Grande, as doações podem ser feitas no Hemosul, que fica na Av. Fernando Corrêa da Costa, 1304, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Os telefones para contato são 3312-1517 e 99298-6316 (WhatsApp).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Paulo, SP
20°
Parcialmente nublado

Mín. 14° Máx. 20°

20° Sensação
2.68km/h Vento
79% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h47 Nascer do sol
05h36 Pôr do sol
Ter 20° 15°
Qua 24° 14°
Qui 26° 16°
Sex 24° 15°
Sáb 24° 15°
Atualizado às 13h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,31%
Euro
R$ 5,94 +0,10%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,08%
Bitcoin
R$ 365,729,48 +9,99%
Ibovespa
129,463,93 pts 0.44%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias